CDL ACIBOM / Notícias / Marketing

Aumente o ticket médio das vendas na sua loja

Por Gabriel Philipe Dia em Marketing

Pensando em ajudá-lo, vamos demonstrar ao longo deste artigo como é importante ter um bom ticket médio. Afinal, trata-se de um indicador essencial para a análise da saúde financeira de um empreendimento.

Não traremos apenas dicas sobre o que é e qual a importância dessa métrica, mas também algumas estratégias para elevar o ticket médio. Quer descobrir tudo isso e muito mais? Então, confira o material que preparamos para ajudar você, empreendedor, a alcançar um novo patamar com sua empresa. Continue a leitura!

O que é o ticket médio?

Em primeiro lugar, é preciso compreender o que esse indicador representa. Após isso, fica muito mais prático implementar estratégias capazes de maximizá-lo.

Como o nome já indica, o ticket médio representa a média dos valores gastos por cada cliente nas compras. Vamos imaginar uma situação hipotética para facilitar o entendimento: uma loja de roupas vendeu R$ 25.000,00 em determinado mês. Além disso, houve 1.000 vendas realizadas no estabelecimento.

Então, fica fácil descobrir o ticket médio, bastando dividir a receita pela quantidade de pedidos. Ou seja: o resultado desse comércio foi de R$ 25,00 reais.

Agora você já sabe por que é necessário a um empresário saber qual é o ticket médio da sua loja, certo? Isso mesmo: conhecendo o valor gasto por seus clientes, estratégias e modificações podem ser adotadas para elevar o índice.

Como aumentar esse indicador?

Uma dúvida que pode surgir é quanto às formas de aumentar o ticket médio. Portanto, separamos algumas das principais estratégias utilizadas por diferentes empreendimentos.

Independentemente do ramo de atuação e do porte da empresa, é possível alcançar grandes resultados com a implementação dessas técnicas. Confira!

Estimule a compra de combos de produtos

Vender combos pode ser uma forma inteligente de aumentar o ticket médio. O passo fundamental para entender essa tática e persuadir seus clientes é a percepção do termo “desconto”. Você sabe do que se trata?

É preciso que seu comprador consiga enxergar a vantagem de levar mais de um produto. Para tanto, ele deve considerar que está fazendo um bom negócio e, por consequência, economizando em suas compras.

Para que o cliente perceba essa vantagem competitiva, capriche nos layouts das embalagens e nas campanhas de publicidade. Consequentemente, mais combos e produtos serão comercializados, o que contribuirá para o crescimento do ticket médio. Pense nisso!

Ofereça frete grátis a partir de uma quantidade de itens ou um valor específico

O frete grátis é um grande atrativo para quem está pensando em comprar algo. Afinal, existem muitos casos em que o valor da entrega é mais alto do que o da mercadoria. Pensando nisso, sua empresa pode adotar algumas práticas promocionais de frete gratuito de acordo com um número mínimo de pedidos.

Ou seja: apesar de oferecer esse benefício, o comércio não será prejudicado por subsidiar o frete. Isso ocorre pelo fato de que o volume maior de compras supera esse déficit. É fundamental lembrar também que tal tipo de estratégia promove um crescimento do ticket médio, pois proporciona vendas de preços maiores.

Faça a gestão de relacionamento com os clientes

Os clientes são peças fundamentais em qualquer tipo de negócio. Os serviços, as atividades e os produtos desenvolvidos por uma empresa devem estar centrados na oferta ao consumidor.

Então, o cuidado com o público proporciona o desenvolvimento de uma relação a longo prazo. Mais vendas podem ser realizadas para o mesmo cliente desde que haja uma boa gestão.

Muitos empreendimentos passaram a adotar ferramentas tecnológicas para automatizar essa tarefa e garantir o máximo de benefícios. O Customer Relationship Management (CRM), por exemplo, permite uma análise integral e contínua do seu banco de clientes. Dessa forma, fica mais fácil direcionar as campanhas a fim de estreitar a relação comprador-empresa.

Portanto, pesquise qual solução pode ser adaptada à sua loja para que a gestão de relacionamento com os clientes seja convertida em um ticket médio cada vez maior.

Indique produtos complementares

Imagine que, em uma loja especializada em veículos automotivos, sejam feitas muitas vendas de pneus, mas um baixo volume de acessórios é comercializado. Nesse caso, os vendedores podem mostrar as vantagens de adquirir produtos complementares e como o veículo do cliente será beneficiado. Indicar a venda de calotas para as rodas é uma opção, por exemplo.

Ficou fácil perceber como ofertar mercadorias complementares pode resultar em muitas vendas, não é mesmo? Portanto, confira com bastante atenção quais produtos são complementares no seu estoque e não deixe de oferecê-los aos clientes!

Promova descontos progressivos de acordo com o volume

Quem não gosta de descontos? Esse é um dos maiores atrativos na hora de fechar uma venda. Para que você consiga obter um bom ticket médio, é interessante adotar descontos progressivos por volume. Já viu aquelas vitrines em lojas de vestuário que oferecem reduções no valor do produto de acordo com a quantidade?

É exatamente esse tipo de estratégia que pode ser implementado na sua empresa. De acordo com um número mínimo de compras, descontos progressivos passam a ser ofertados. Como há um equilíbrio entre o desconto no preço e o maior volume de mercadorias por cliente, o ticket médio passa por um aumento considerável.

Isso faz com que a loja consiga um retorno bem interessante em suas campanhas de vendas. Por consequência, o fluxo de caixa se torna mais positivo, possibilitando investir recursos em pontos de melhoria da empresa.

É preciso reforçar a tese de que, quanto mais o negócio conhece seu cliente, mais chances existem de oferecer produtos e serviços de acordo com suas expectativas. Por isso, investir tempo e recursos nessa relação é uma prática que todo empresário deve adotar.

Nosso artigo reuniu algumas estratégias fundamentais para quem deseja aumentar o ticket médio no varejo. Clientes que adquirem itens com recorrência e fazem compras de valores mais elevados representam oportunidades interessantes de alavancar sua empresa.

--

Fonte: Comércio am Ação

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

6 tendências e previsões para o comércio em 2019

Por Gabriel Philipe Dia em Marketing

Isso porque a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismos (CNC) divulgou uma pesquisa prevendo aumento de 5,2 % nas vendas do varejo ampliado para este ano de 2019.

E não para por aí. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) monitorado mensalmente pelo FGV IBRE — Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas — começou o ano com ótimas notícias. Subiu 3,6 pontos, alcançando 96,6 pontos, tornando esse o maior nível desde 2014.

No entanto, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM), também monitorado mensalmente pelo FGV IBRE, iniciou o ano ainda tímido, recuando 0,2 pontos, em janeiro, para 103,8 pontos. Contudo, os comerciantes seguem confiantes nos números previstos para este ano.

Dessa forma, para acompanhar o crescimento do comércio, é importante que sua empresa esteja sempre buscando alternativas de inovação, tornando-se mais eficiente e garantindo o desenvolvimento do seu negócio em qualquer momento. Por isso, no artigo de hoje vamos falar sobre as principais tendências e previsões para o comércio este ano. Confira!

Tendências de consumo

É bastante perceptivo como a inclusão digital tem refletido nas escolhas pessoais dos  usuários das novas tecnologias. Sendo assim, os consumidores atuais têm ditado um novo padrão de consumo e isso reflete diretamente no comércio como um todo. Ou seja, hoje uma marca não vende apenas um produto. Ela vende uma história e, muitas vezes, uma causa.

Por esse motivo as tendências de consumo envolvem temas como:

Sustentabilidade

Devido aos grandes problemas ambientais que estamos presenciando, o cuidado com o meio ambiente se tornou uma pauta para todos. Empresas que se preocupam e demonstram engajamento pela causa tendem a atrair mais clientes para o seu negócio.

Minimalismo

Em busca da qualidade de vida, os consumidores estão abrindo mão do consumismo e priorizando um estilo de vida mais simples, optando por produtos que expressam essa nova filosofia de vida, que muitos classificam como minimalista.

Direitos dos animais

A preocupação com o bem-estar animal vem ganhando destaque nos últimos anos. Produtos veganos e cruelty free têm ganhado cada vez mais espaço no mercado.

Tendências para o comércio varejista

Mais agilidade na entrega e integração total do físico com o virtual são fortes tendências para este ano. Confira:

1. Prazos de entrega mais rápidas

Com prazos de entregas mais curtos, empresas têm adotado uma nova gestão de estoque. Estão descentralizando os Centros de Distribuição e passando a utilizar diversos estoques menores, com a finalidade de manter o produto mais próximo do cliente.

2. Transformação Digital

Com o crescimento acelerado do mercado e-commerce, o varejo percebe a necessidade de se adequar ao novo formato de venda.

Para manter o interesse dos consumidores, empresas têm buscado conhecer o seu cliente por meio dos canais digitais, estabelecendo, assim, um perfil para o seu público- alvo, visto que isso é essencial para aproximar a sua marca do consumidor.

3. Marketplace

Considerado vantajoso para o consumidor, o marketplace se trata de um shopping virtual que serve como vitrine para os seus produtos. As vantagens dessa ferramenta são:

  • maior visibilidade;
  • custos mais baixo e consequentemente uma margem de lucro maior;
  • aumento de venda;
  • contribuição para o crescimento do negócio.

4. Realidade aumentada

A realidade aumentada é uma tecnologia capaz de fundir o mundo virtual com o mundo físico.

Em razão disso, muitas lojas estão usando esse recurso para mostrar aos seus clientes como determinado produto poderá suprir suas necessidades. Isso significa que os consumidores terão a possibilidade de experimentar o que pretendem adquirir no varejo online.

5. Mídias sociais: um forte aliado

As redes sociais, como Instagram e Facebook, têm sido uma grande ferramenta de divulgação para pequenas empresas. Além de ser um recurso gratuito, as redes sociais servem como uma extensão da loja física.

6. Assistentes virtuais

O crescimento significativo dos chatbots é prova visível do avanço da inteligência artificial. Isso quer dizer que as lojas virtuais optam por colocar assistentes virtuais em suas plataformas. E a expectativa é que, até 2020, 85% das interações entre consumidores e marca serão por meio de mecanismos automáticos.

Sendo assim, agilidade, produtividade e redução de custos são motivos suficientes para você investir em processos automatizados com bots.

--

Fonte: Comércio em Ação

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A importância das Redes Sociais para seu negócio

Por Gabriel Philipe Dia em Marketing

Quando o assunto é marketing digital, as redes sociais estão entre as ferramentas fundamentais de uma estratégia efetiva.

E não é para menos: de acordo com dados levantados pela E-marketer, mais de 100 milhões de brasileiros estão conectados a redes como Facebook, Instagram e Twitter.

Tal número apenas comprova a importância de promover o seu negócio nas redes sociais a partir de conteúdos que estimulem interações e compartilhamentos. Ao engajar sua empresa nesses canais, é possível captar novos clientes e conquistar novos mercados, aumentando não só o número de vendas, mas também sua autoridade perante a concorrência.

Acompanhe as próximas informações e descubra por que sua empresa deve investir nas redes sociais: 

Visibilidade

Uma das razões mais básicas para apostar nas redes sociais é a visibilidade. Com conteúdos impulsionados, você atingirá milhares de pessoas que possam se interessar pelo seu produto ou serviço. E isso de uma forma simples, rápida e segmentada, já que a maioria das redes sociais permite personalizar o público a ser atingido conforme sua localização, idade e preferências.

Vendas

Se a sua empresa está se tornando visível nas redes sociais e atingindo potenciais clientes, o resultado mais provável é um maior número de vendas. Trata-se de uma consequência natural, uma vez que o público online já está acostumado a solicitar orçamentos e até concretizar uma compra através das redes sociais.

E engana-se quem pensa que as vendas se limitam a apenas produtos físicos. Na verdade, esses canais permitem divulgar cursos online, consultorias, assessorias, entre outros serviços. Seja qual for o segmento de sua empresa, é possível aumentar as vendas a partir de uma estratégia inteligente nas redes sociais.

Aproximação

Ter uma página nas redes sociais é uma maneira de estreitar as relações com o público e participar do cotidiano de seus consumidores. Também é uma forma de conhecer as particularidades de seus clientes, identificando suas necessidades, hábitos, desejos, comportamentos e opiniões.

Com esse conhecimento, você poderá descobrir quais características do seu produto ou serviço podem ser melhoradas para atender as expectativas do público. As informações também podem ser utilizadas para adequar as estratégias de conteúdo e criar um ambiente mais favorável ao diálogo direto.

Viralização

As redes sociais são um terreno fértil para o entretenimento e o humor. Ao publicar conteúdos com temas curiosos, emocionantes ou engraçados, é muito provável que eles sejam disseminados mais rapidamente.

Exemplo disso são os famosos “memes” que são compartilhados milhares de vezes e geram diversos comentários acalorados. As empresas que aproveitam o poder destes conteúdos virais podem expandir o alcance de sua marca rapidamente, atingindo novas pessoas e ganhando novas oportunidades de venda.

Tráfego

Não é novidade que as redes sociais são ótimos canais para gerar engajamento entre público e marca. Entretanto, elas também podem servir como “porta de entrada” para o seu site ou loja virtual.

Ao postar conteúdos com links ou botões que direcionam para o seu site, você poderá aumentar o tráfego de visitantes e, consequentemente, as taxas de conversão. Além disso, os perfis empresariais nas redes sociais permitem colocar o endereço do site nas informações básicas de contato, de forma que os seguidores possam acessá-lo mais facilmente.

FONTE: Conectando Pessoas

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Cadastre-se e descubra todas as vantagens de ser um dos nossos associados!

Nós também odiamos spam!