CDL ACIBOM / Notícias / Empreendedorismo

Você sabe como são escolhidos as melhores empresas e os melhores profissionais do ano?

Por João Paulo Silva Dia em Empreendedorismo

Falta menos de um mês para o evento que prestigia as melhores empresas e profissionais de cada segmento da cidade: o Mérito Empresarial. E para deixar você bem informado, preparamos um artigo simples e esclarecedor, com algumas informações sobre esta aclamada cerimônia:

• VOCÊ SABE COMO OS DESTAQUES SÃO ESCOLHIDOS?

As melhores empresas e profissionais do ano são escolhidos através de pesquisa popular, realizada pela Integrar Pesquisas, da cidade de Divinópolis.

A pesquisa é realizada em todos os bairros de Bom Despacho, onde o entrevistado indica uma empresa ou um profissional destaque em cada segmento participante, sem qualquer forma de indução por parte do entrevistador. Uma das exigências da CDL ACIBOM é que os entrevistadores não residam em Bom Despacho, não conheçam os entrevistados e, muito menos, os apontados na pesquisa.

• QUANDO SERÃO DIVULGADOS OS HOMENAGEADOS?

Próximo ao evento, iremos divulgar em todas as nossas redes sociais e em nosso site. Então, fique atento!

• E QUANDO SERÁ O MÉRITO EMPRESARIAL? ONDE?

O Mérito Empresarial 2017 acontecerá no dia 28 de outubro, no SESC Laces Bom Despacho.

Fotos e vídeos serão disponibilizados em nossas redes sociais logo após o evento, então, fique ligado em nosso Facebook e Instagram.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Salão do Lixo - Empreendedores de Sucesso

Por Gabriel Philipe Dia em Empreendedorismo

Leandro Campos, teve a sua vida transformada pelo empreendedorismo. Com origem de um bairro pobre de Belo Horizonte, veio jovem para Bom Despacho e hoje, seu empreendimento, o Salão do Lixo é Barbearia é referência na cidade graças a seu trabalho inovador.

Conheça a trajetória desse empreendedor nato!

Todos os meses, uma nova história de empreendedores de sucesso de Bom Despacho. Acompanhe a CDL ACIBOM e confira!

SALÃO LIXO É BARBEARIA
(37) 9 9806-7783 - Leandro Campos (Lixo)
(37) 9 9859-9312 - Caio César Caizinho

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

Todo empresário merece uma segunda chance

Por Dia em Empreendedorismo

A empresária Joyce Venâncio, proprietária da marca de bonecas artesanais Preta Pretinha, é uma empreendedora que fez do fracasso da primeira experiência o alicerce para a  empreitada seguinte.

Quando abri em 1998 um café junto com duas sócias em São Paulo falhamos na organização, no planejamento e na escolha do tipo de negócio. Não consideramos a localização, não calculamos custos e não antecipamos dificuldades”, conta.

O café fechou as portas no segundo ano de vida, engrossando as estatísticas da alta taxa de mortalidade dos pequenos negócios nos primeiros anos de atividade.

Joyce conta que ao fim da experiência estava esgotada, mas procurou o Sebrae para saber por que o negócio "não deu certo.”

Com a ajuda de um consultor, ela identificou os erros e teve clareza dos motivos. Após se reerguer financeiramente depois do fechamento do café, ela e suas sócias voltaram ao mundo dos negócios abrindo a Preta Pretinha em 2000, marca presente no mercado paulistano há 17 anos, e em expansão.

A loja começou em 15m2 na Vila Madalena e agora ocupa um espaço 10 vezes maior no mesmo bairro. A experiência de Joyce não é um caso isolado. O levantamento do Sebrae do ano passado mostrou que apenas 45% das microempresas abertas em 2012 sobreviveram aos primeiros dois anos de atividade, um importante indicador nesse segmento de pessoas jurídicas. Os dados deveriam ser mais instrutivos do que assustadores. Experiências como a de Joyce Venâncio mostram que, em se tratando de negócios, o aprendizado dos erros é essencial na sobrevivência e na disputa por nichos de mercado.

Principais motivos do fracasso de Pequenos negócios nos dois primeiros anos:

Todo empresário merece uma segunda chance

Analisar os desacertos comuns, verificar as derrapagens e equívocos que poderiam ter sido evitados são alguns dos caminhos para planejar a vida das empresas. Valorizar as falhas e aprender com as derrotas são temas centrais do livro “As virtudes do fracasso”, do fi lósofo francês Charles Pépin, que será lançado no Brasil este ano pela editora Estação Liberdade.

Nas palavras do autor de “As virtudes do Fracasso”, o francês Charles Pépin, devemos “ousar fracassar”. “O livro traz uma proposta de força mental para construir a partir de derrotas porque em negócios, como em outras áreas, há momentos em que é preciso ter sangue frio e perseverança”,diz Angel Bojadsen, diretor editorial da Liberdade.

A publicação chega ao mercado com uma proposta diferente dos títulos disponíveis nas livrarias e que focam em experiências bem-sucedidas e casos excepcionais de sucesso sem considerar que, assim como na vida em geral, o caminho da maior parte das empresas iniciantes é pautado por um dia a dia de dificuldades, incerteza e risco de fechamento nos primeiros anos.

Recheado de exemplos e citando grandes personalidades que não se deixaram abater pelo medo, a publicação mostra que os fracassos podem ser experiências de longo alcance para a vida pessoal e profissional, lembrando que contratempos dolorosos são, em várias situações, a base para o sucesso.

Não por acaso figura entre as personalidades do livro o visionário Thomas Edison, fundador de 1878 da General Eletric. Responsável pelo registro de mais de 2 mil patentes, o criador da GE faz um convite à reflexão e à persistência: “Eu não fracassei mil vezes, eu fui bem-sucedido em milhares de tentativas que não funcionaram.”

FONTE: REVISTA VAREJO S.A.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

Edital do SEBRAE destinará R$ 20 milhões para projetos inovadores

Por Dia em Empreendedorismo

Se você tem um negócio inovador, o Sebrae pode investir até R$ 120 mil nele. Até 23 de setembro de 2016, o Edital Sebrae de Inovação vai receber inscrições de projetos de 26 unidades do país que se dediquem a tecnologias inovadoras ou capital intelectual. Serão investidos no total R$ 20 milhões. Objetivo é aumentar a competitividade e a produtividade dos pequenos negócios com potencial de alto impacto.

O subsídio será de até R$ 120 mil por projeto, com prazo de execução de até 24 meses. Serão reservados, no mínimo, 20% dos recursos para projetos de cada modalidade de empresas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, desde que atinjam pontuação mínima conforme critérios de classificação previstos no edital.

Finalistas do Programa InovaAtiva, empresas incubadas, graduadas, aceleradas ou instaladas em parques tecnológicos receberão uma pontuação extra de 10% no processo de classificação.

Conheça as modalidades

Desenvolvimento Tecnológico: os projetos empresariais de inovação são apresentados pela empresa inovadora, com contratação de uma Entidade de Ciência, Tecnologia e Inovação (ECTI) que tenha competência técnica para prestar os serviços descritos no documento.

Encadeamento Tecnológico: os projetos empresariais de inovação são apresentados pela empresa inovadora em parceria com uma média ou grande empresa que deseje executar um projeto de inovação de interesse mútuo, com contratação de uma ECTI que tenha competência técnica para prestar, total ou parcialmente, os serviços descritos no documento, conforme regras e condições do edital.

Para obter mais informações e se inscrever, acesse www.sebrae.com.br/editaldeinovacao.

Fonte: Administradores

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

10 cursos online e gratuitos para empreendedores

Por Dia em Empreendedorismo

Mais da metade das empresas fundadas no Brasil fecha as portas após quatro anos de atividade, de acordo com a pesquisa demográfica das empresas realizada pelo IBGE.

Por diferentes razões: plano de negócios falho, erros de gestão, excesso de burocracia e alta carga tributária.

Para fugir dessa estatística, conhecimento e preparo são fundamentais. Graças à internet, já é possível estudar sem sair de casa, a qualquer hora e de graça. Conheça alguns cursos online que podem ajudar a começar seu próprio negócio ou a desenvolver sua empresa.

1.Empreendedorismo e as competências do empreendedor

O curso desenvolvido pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) é o pontapé inicial para quem quer começar a empreender. As aulas abordam quais são as principais competências de um empreendedor, com destaque para a área tecnológica. A duração é de 12 horas.

2.Como iniciar seu próprio negócio

Oferecido pelo Instituto Politécnico de Ensino a Distância (IPED), esse curso é bastante completo e abrange diversos temas que vão desde plano de negócios até políticas de marketing. As aulas abordam temas básicos, por isso são indicadas para quem está pensando em montar uma empresa ou para quem está dando os passos iniciais. O curso tem duração de 30 dias.

3.Produtos, marcas e serviços

Esse curso também é destinado a empreendedores iniciantes e está disponível no site da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O curso traz definições básicas sobre conceitos de marketing, design e embalagem de produto. O curso tem duração de cinco horas.

4.Desenvolva sua empresa

Esse curso do Sebrae aborda os ciclos de vida das empresas e posicionamento de mercado. É indicado para empresários que já estruturam seu negócio e querem manter um crescimento saudável. Duração de cinco horas.

5.Recursos humanos

As aulas são ministradas por Sylvia Constant Vergara, professora da FGV especializada em gestão de pessoas. Os principais temas são liderança e avaliação de resultados. Indicado para empresários que estão começando a montar equipes e querem ter noções de recursos humanos. O curso tem duração de 15 horas.

6.Torne-se um líder

Uma das principais características dos empreendedores é saber liderar equipes. Esse curso ajuda a aprimorar o gerenciamento de equipes, por meio da análise de bons exemplos. Indicado para empresários que já tem empresas constituídas. Duração de três horas. Para a participação, é necessário ser cadastrado no Sebrae.

7.Motivação nas organizações

Esse curso da FGV aborda um tema frequente no mundo do empreendedorismo: a motivação. As aulas demonstraram a importância do autoconhecimento e o significado do trabalho para o processo motivacional. O curso é recomendado para empreendedores em qualquer estágio. Duração de cinco horas.

8.Contabilidade empresarial

Esse curso, oferecido pela fundação Brasdesco, trata de um tema complexo: conceitos de contabilidade empresarial, como balanço, reservas e provisões. Com duração de 18 horas, as aulas são indicadas para empresários que querem aprofundar seus conhecimentos em administração.

9.Estratégia de negócios

O curso traz a definição de estratégia – arte de coordenar a ação de forças militares – para o mundo dos negócios. As aulas ensinam como obter vantagens competitivas e como identificar ameaças e oportunidades. É indicado para empresários que já tem um negócio estabilizado e estão preparados para crescer. Duração de 20 horas.

10. Inovação e comercialização (em inglês)

Para quem domina a língua inglesa, essa é oportunidade de fazer um curso numa das universidades mais renomadas do mundo: Massachusetts Institute of Technology (MIT). As aulas discutem práticas inovadoras em diversas etapas: desde a pesquisa até a chegada do produto ao mercado. Duração de 13 semanas, com 12 horas de dedicação semanal.

Fonte: DComércio

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

Quero ser empreendedor. E agora?

Por Dia em Empreendedorismo

Você refletiu, pensou bastante, deixou a ideia germinar e agora decidiu que sim, você quer empreender e começar um novo ciclo na sua vida construindo o seu negócio! Primeiro, parabéns, independente de como você vai construir seu futuro, passar por um processo de empoderamento pessoal merece sempre ser celebrado. Nesse momento você acredita e é otimista em relação aos seus recursos internos para seguir com este desafio.

Mas, e agora? Como seguir? Qual é o próximo passo? Vou te dar algumas dicas de como prosseguir pelo caminho do empreendedorismo. Não vou falar aqui sobre planos de negócios, nem teorias de administração, mas de fatores mais sutis, muitas vezes negligenciados mas que fazem toda a diferença na sua jornada.

Empreender requer muita energia e essa energia vem de dentro. Ela é inesgotável, portanto não se preocupe com a sua falta e sim em como acessá-la e manter-se conectado a ela. Preocupe-se em criar um negócio que se conecte profundamente com quem você é e com aquilo que o mundo precisa, e para achar este ponto de encontro você precisa ter muito bem definidos os três elementos a seguir:

Propósito – minha motivação para fazer

Você já deve ter visto na parede de empresas ou lojas aqueles quadrinhos de missão e visão da empresa. Quando bem feitos eles expressam a razão de existir daquele empreendimento, o porquê alguém algum dia resolveu investir tempo e recursos para criar aquele negócio. Se o seu empreendimento estiver genuinamente entrelaçado com o seu propósito de vida pessoal, sua energia vai fluir para o negócio, pois ele irá materializar a sua razão de existir e o legado que você quer deixar nessa vida.

Veja um exemplo: o meu propósito de vida é “criar contexto para o florescimento de indivíduos e comunidades”, e a missão do Moporã é “dar acesso para qualquer indivíduo a ferramentas de autoconhecimento como forma de criar empoderamento”. Através do meu negócio eu realizo meu propósito de vida todos os dias. Você consegue imaginar maior fonte de motivação e resiliência nos momentos difíceis do que essa?

Trabalhar seu propósito de vida requer um processo investigativo com algumas etapas bem definidas, mas vou deixar aqui um rápido exercício para que você possa refletir sobre qual é o seu propósito: escreva agora qual a mensagem que você gostaria que estivesse escrita na sua lápide. Como você gostaria de ser lembrado pelo mundo?

Competências e talentos – minha capacidade para fazer

Se você quer empreender para desenvolver uma nova competência, cuidado! Pode ser muita coisa ao mesmo tempo. Competência é o resultado entre habilidade – algo que você aprendeu a fazer – com seus talentos – algo que você naturalmente faz bem. Por exemplo, eu sei dirigir um carro (habilidade) mas eu não seria um bom corredor de kart pois não sou competitivo (talento) o suficiente para ser bem sucedido nesta profissão.

Desenvolver uma competência requer tempo e energia, portanto construa seu negócio aproveitando ao máximo as suas competências atuais, aquilo que você faz bem(habilidade dominada) e gosta de fazer (talento).

Se você acompanhou a série de textos sobre talentos já sabe que usá-los conscientemente todos os dias te dá prazer e motivação para fazer e aqui surge uma oportunidade única na sua vida! Veja: você está criando um negócio, uma página em branco, porque não criá-lo de forma a usar o que você tem de melhor para oferecer? Combinando seus talentos e criando algo único?

Oportunidade – relevância para fazer

Aqui entra o papel social de qualquer negócio. Quando digo social não falo de terceiro setor ou filantropia, mas de que todo o negócio deve existir para de alguma forma servir à sociedade, gerar valor para um grupo de pessoas, ou seja, ele deve ser relevante para um conjunto suficientemente grande de pessoas para poder existir. Mantenha-se antenado com as tendências, investigue nichos de mercado e ao final pergunte-se: o meu negócio vai deixar o mundo um pouquinho melhor?

Fonte: Administradores

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Cadastre-se e descubra todas as vantagens de ser um dos nossos associados!

Nós também odiamos spam!