CDL ACIBOM / Notícias / Atendimento

Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

Cobrança x recuperação de crédito: entenda as diferenças

Por Dia em Atendimento

O primeiro passo para fazer isso da melhor maneira é entender a diferença entre a cobrança e a recuperação de crédito, afinal, ambas envolvem um assunto delicado para os consumidores e de extrema importância para a empresa: dinheiro.

Primeiro vamos falar da cobrança que, ao pé da letra, significa solicitar um valor devido a um determinado consumidor. Em suma, ela é usada por cobrar ou renegociar uma dívida específica de uma pessoa (ou empresa) também específica. A finalidade dela é bem simples: receber o pagamento por aquilo que foi vendido ou por um serviço.

Já a recuperação de crédito tem um objetivo um pouco diferente, já que não busca atingir uma só pessoa e muito menos receber alguma quantia. A ideia da recuperação de crédito é, como o próprio nome diz, devolver ao consumidor o crédito na praça para que ele volte a comprar e volte a fazer parte da economia ativa de um município, movimentando dinheiro e colocando o desenvolvimento para avançar. Essas ações são voltadas a consumidores que já possuem dívidas e que foram inseridos em cadastros negativos de órgãos como o SPC Brasil.

Já é tradição nas CDLs a realização das Campanhas de Recuperação de Crédito. São eventos e/ou chamadas para convocar aquelas pessoas que atrasaram pagamentos e querem limpar o nome com o apoio necessário, que é oferecido pela entidade. As CDLs, em acordo com os seus associados, promovem parcelamentos das dívidas com juros consideravelmente mais baixo ou oferecem descontos atrativos para pagamentos à vista.

Recuperar o crédito, como citado anteriormente, significa fazer a economia girar. O consumidor com o nome limpo está muito mais propenso a fazer financiamentos, adquirir produtos e injetar o seu dinheiro na economia. Em pesquisa realizada pela FCDL-MG, foi apurado que a intenção de consumo dos mineiros para maio aumentou 3,1% em relação ao mês anterior. E você? Sabe como anda a inadimplência na sua cidade? Que tal se inspirar e realizar uma grande campanha? Mãos à obra!

FONTE: FCDL-MG

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

6 dicas para vender mais no dia das mães

Por Dia em Atendimento

Pensando nisso, separamos algumas dicas para te ajudar a arrasar nas vendas do próximo dia 14! Vamos lá?

1) Organize sua loja

Evite barreiras físicas que dificultem a movimentação dos clientes ou a visualização dos produtos. Lembre-se de manter o ambiente limpo, iluminado e invista em uma música ambiente agradável – por que não?

2) Ofereça promoções

O consumidor que mantém a empresa. Logo, nada mais justo do que ter bons descontos. Brindes também são sempre bem-vindos, o importante é mostrar ao cliente que ele tem uma vantagem ao comprar com você.

3) Divulgue o seu negócio

Não é necessário investir muito para deixar o seu negócio na boca do povo! As redes sociais são ótimas ferramentas para isso. Mas, atenção! É fundamental direcionar as suas ações ao público correto. Se as mães é que ganham presentes em maio, não adianta fazer propaganda tentando atingi-las, certo? O foco deve ser nos filhos, pais, maridos, noras, genros, etc. Ora, são eles que vão presentear!

4) Corra atrás das vendas corporativas

Muitas empresas e instituições enviam lembranças às funcionárias que são mães ou mães dos alunos (no caso de instituição de ensino). Esses mimos representam grande fatia das vendas nessa data e são, por vezes, esquecidos pelos empresários. Lembre-se disso!

5) Prepare seu estoque

Além de ser desagradável para o cliente procurar um produto que foi anunciado e não encontrar, é preciso estar pronto para as eventuais trocas e devoluções. “Facilite a vida do cliente e conquiste-o para sempre”, diz o ditado.

6) Capriche nas embalagens

Imagine comprar um produto em uma loja, um embrulho na outra e ir até uma papelaria para que façam uma embalagem bonita. Lembra o que falei sobre facilitar a vida do cliente? Mostre que você se importa e prepare embrulhos incríveis para o Dia das Mães!

Um outro ponto fundamental e que não deve ser esquecido é a qualidade do atendimento. Todas essas dicas são nulas se o cliente não se sentir bem na sua loja.

FONTE: FCDL-MG

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php
Erro na Linha: #49 :: Undefined offset: 0
/home/cdlacibo/public_html/themes/cdlacibom/artigos.php

3 dicas para garantir a qualidade no atendimento

Por Dia em Atendimento

1) Selecione bem os seus atendentes.

É importante entender que todo atendimento começa no processo de seleção do atendente. A primeira coisa levada em consideração é que, para lidar com o público, precisa gostar disso de verdade. Ser comunicativo, educado, gentil, simpático, entre outras características desejáveis em quem vai passar a primeira impressão do seu negócio.

2) Qualificação é importante sim!

“Varejo é feito por gente atendendo gente e treinamento não é adestramento, não pode formar robôs”, destaca Fernando Lucena, sócio-diretor e consultor da GS&Friedman. Depois de selecionado o perfil adequado para a função, deve-se iniciar o treinamento, com base em um roteiro predefinido que contenha informações completas sobre a loja, operações, produtos e clientes. O ideal é fazer com que o atendente torne-se um especialista no assunto, para que se habilite a tirar todas as dúvidas que poderão surgir por parte dos clientes. O mesmo acontece com os responsáveis por vender os produtos de uma CDL: é preciso conhecer aquilo que se vende e isso só é possível através de treinamentos adequados.

3) Humanizar é dever de todos.

Se o cliente quisesse ser atendido de modo automático, não teria se disposto a ir até a loja sendo que a praticidade do e-commerce está aí para isso, certo? Um cliente que vai até você busca algo além de simplesmente adquirir um produto. Nesse momento, as habilidades adquiridas no treinamento do vendedor são postas à prova e o papel dele é auxiliar para que o consumidor tenha uma experiência incrível de compra. Atitudes simples como levar até a porta e agradecer fazem a diferença. Encantar o cliente faz com que ele não troque aquele ambiente por praticidade nenhuma!

 Seguindo essas dicas simples temos certeza que seus clientes estarão cada vez mais satisfeitos e trazendo ainda mais consumidores para conhecer o SEU jeito de atender! Mãos à obra!

FONTE: FCDL-MG

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Cadastre-se e descubra todas as vantagens de ser um dos nossos associados!

Nós também odiamos spam!